You are currently browsing the tag archive for the ‘Lebua’ tag.

As margens do Rio Chao Phraya são cheios de histórias e influências de outros países, tudo se refletindo pelos diversos templos que existem. Ir até Bangkok e não aproveitar todo esse potencial é um desperdício, os passeios durante o dia são fundamentais, afinal somente dessa forma é possível entrar em cada um dos templos e  admirar cada detalhe (que são muitos!!); mas não apreciar a beleza dos templos iluminados a noite é um pecado.

Antes disso, pausa para apreciar um belíssimo por do sol, daqueles que fecha com chave de ouro um dia cheio de passeios (e muito calor!!!); aliás Bangkok tem pores do sol memoráveis. Nós apreciávamos na varanda do nosso hotel depois de descasarmos um pouquinho.

Para falar a verdade eu e o marido não somos muito de curtir a noite, aproveitamos muito o dia, e chegamos tão exaustos que não temos muito ânimo, mas tem certos programas que fazemos questão de fazer por acrescentar, e muito, a visita aos países e com certeza esses dois programas devem entrar no seu itinerário.

Um deles é passear pelo Rio Chao Phraya e admirar a beleza dos templos e prédios iluminados, para isso a maneira mais econômica e pegar um barquinho e fazer o passeio. Mas acho que perde um pouco da graça. Então pedimos para o nosso hotel nos ajudar a achar uma empresa que fizesse o passeio de barco. Eles nos indicaram o Grand Chao Phraya Cruise e resolvemos testar. A minha única exigência era que a mesa ficasse no andar superior e na parte ao ar livre. (e acredite essa também deve ser a sua exigência)

No horário marcado lá estavam eles no hotel nos buscando, nos levaram até o River City Shopping, fizemos uma espécie de check in e ficamos ali esperando mais ou menos 1 hora. Pena que o shopping não é tão grande, tem poucas lojas e sem muita coisa interessante. Porém, o terceiro piso do shopping é cheio de antiquários com estátuas e pinturas fabulosas e tipicamente tailandesas que realmente valem a visita (perdi um tempão admirando cada loja daquela). Lindo!

Uma das lindas estátuas dos antiquários no River City shopping

Já dentro do barco, somos recebidos primeiramente com um espetáculo de música e dança típica bem linda, pena que dura pouco. Por mim o caminho todo seria com essas danças.

Logo após vem o jantar com comidas tailandesas e ocidentais bem gostosas e na volta o barco se transforma numa espécie de baladinha (???) com música ao vivo.

Para falar bem a verdade não é muito o meu estilo, preferia algo mais autêntico mas foi divertido ver as pessoas dançando. Mas o ponto alto do passeio foi realmente ver os templos e prédios históricos todo iluminados. Lindo!!

 

Restaurante Chinês

Grand Palace

Memorial Bridge

Wat Arun

Outra forma gostosa de curtir a noite de Bangkok é indo a um dos famosos sky bars da cidade. Esses rooftops bars situam-se nos andares mais altos dos prédios e por isso tem uma vista privilegiada da cidade, além disso o bar é um espetáculo a parte e parece estar suspenso no ar.

Nós escolhemos o SIROCCO, que fica no 63ª andar do Hotel Lebua, por causa do filme Hangover II (Se beber, não case 2), sim! eu fiquei fascinada com a vista desde a primeira vez que eu vi o filme. Mas existem outros como o Deck ou Vertigo. 

A famosa cúpula do Sirocco

Como estávamos comemorando nosso aniversário de casamento resolvemos jantar por lá. Se esse for o seu caso e você fizer questão de sentar do lado de fora e ter aquela vista linda da cidade, faça reserva (um dia de antecedência é suficiente) e vá preparado, a comida apesar de não ser tailandesa, é uma delícia, mas cara. O atendimento foi de primeira e até ganhamos uma sobremesa personalizada por ser o nosso “aniversary”.

Se você não quiser perder a vista mas ainda economizar uma graninha, basta chegar e falar que quer ir ao bar e curtir um happy hour, mas vá depois das 19:00 (horário em que o bar externo abre). Porém, como não existem reservas e nem mesas ou cadeiras pode ficar um pouco apertado mas você ainda terá a mesma vista magnífica.

O bar do Sirocco

E a linda vista

• Nosso roteiro pela Tailândia

• Dicas de Hospedagens pelo país

• Circulando por Bangkok

• Os lindos templos de Bangkok

• Bangkok além dos templos

• Curtindo a noite de Bangkok

A antiga capital da Tailândia: Ayutthaya!

• Como chegar até as ilhas tailandesas

• Como explorar Koh Pha Ngan

O paraíso do Golfo da Tailândia: Koh Nang Yuan

• O aperitivo de Koh Phi Phi: Mosquito & Bamboo Island

Bangkok é uma cidade vibrante e cheia de atrações para se visitar. É lógico que os inúmeros templos são o grande chamariz da cidade mas há muito mais o que fazer na cidade e seus arredores.

Há parques, mercados flutuantes, passeios de elefante, skybars com vistas lindas para a cidade, mercados imensos e shoppings moderníssimos.

No centro, a primeira parada deve ser no Sanam Luang ou parque real que fica em frente ao Wat Phra Kaew e que depois de percorrê-lo por inteiro se tem uma linda vista para o Grand Palace.

Vista do Grand Palace no final do parque

Além disso, o lugar é ideal para descansar nos bancos da praça e fugir um pouco do calor  depois de ficar horas andando e admirando os detalhes coloridos dos templos.

Descansando em um dos bancos do parque

Entretanto, se a idéia for mesmo fugir do calor intenso só indo para os shoppings e aproveitar o ar condicionado delicioso. Apesar de existir muitas opções na área de Siam, o Shopping Paragon é o mais chique da cidade com as suas lojas de grifes e uma praça de alimentação gigantesca deliciosa com diversas opções de pratos típicos da Tailândia e de uma série de outros países asiáticos, como China, Japão e até Coréia.

Entrada do Shopping Paragon

Aliás, a área de Siam é uma região bem moderna se tornando uma ótima opção como happy hour ou até mesmo para jantar. Muito frequentada por jovens e com diversas opções de entretenimento, durante a noite é uma área bem agitada com luzes neons e até música no meio da rua. Bem legal!

Nos finais de semana, a dica fica por conta do Chatuchak Weekend Market. Aliás, deixe para comprar todas as suas lembranças e souvenirs de viagens por lá; os preços são muito melhores e, como na China, não deixe de barganhar muito, os preços chegam a cair pela metade.

Chegando no Chatuchak Weekend Market

O legal dessa enorme feira ao ar livre (fiquei impressionada com o tamanho, é realmente imenso) é que não existe só essas besteirinhas made in China (apesar de existir bastante), mas sim artesãos que fabricam artesanalmente seus produtos, lojas de roupas e sapatos de boa qualidade, móveis vintages, todos divididos em setores. Talvez seja por isso que tinham tantos locais frequentando a feira; se engana quem pensa que é um lugar apenas de turistas.

Uma barraquinha atrás da outra e muitos tailandeses fazendo compras

Por lá, também existem diversas barraquinhas com comidas e um parque imenso de mesmo nome ao lado para fazer um piqniq (apesar da higiene das barracas não serem tão boas assim, ainda é uma opção muito barata). Apesar de existirem muitos taxis na saída do mercado a melhor forma de chegar e sair de lá ainda é o skytrain (com ar condicionado e sem se preocupar com as falcatruas dos taxis essa é a melhor opção); a estação Mo Chit se localiza bem na entrada do mercado.

Fila de Taxis visto da Estação do Skytrain

Para fugir um pouco da cidade grande, que tal ir até a cidade de Damnoen Saduak e visitar o mais famoso mercado flutuante do país?  

Chegando ao Mercado Flutuante de Damnoen Saduak

Tenho que confessar que esse mercado virou sim uma atração bem turística, com estátuas de budas, quadros de monges pintados a mão e tudo quanto é coisa para turista; imagino que perdeu um pouco da graça, mas ainda tem muita banca vendendo chás, frutas típicas, senhoras em barquinhos vendendo comidas tradicionais. Adorei conhecer e sentir um pouco de como eram os mercados de antigamente.

Muitos souvenirs…

… mas também muitos produtos tradicionais

Apesar de muito turístico, ainda é possível ver algumas cenas como essa: 

Locais fazendo compras no mercado flutuante (dá para

sentir um pouquinho de como era antes)

/

Para fechar o dia, que tal andar de elefante? Diz a lenda que Buda já se reencarnou como elefante e é por isso que, na Tailândia, esse animal é considerado sagrado, tão cuidado e considerado um símbolo de sorte.

Realização de um sonho: andar de elefante

Existem inúmeros lugares (em Bangkok, Ayutthaya, Phuket e etc) que cuidam desses animais e oferecem passeios. Eu achei  simplesmente fantástico. É possível alimentá-los e na grande parte do passeio andamos só nós dois em cima desse animal imenso mas tão dócil e amável, entramos em um lago e tiramos muitas fotos. Fica ai a dica de uma experiência que não pode ser passada em branco. É apaixonante e inesquecível!

Alimentando…

… brincando e acariciando o elefante para dar muita sorte.

Como deu para perceber, Bangkok é uma cidade para vivenciar intensamente; para relaxar e descansar os pés depois de tanta andança nada melhor que uma massagem. E não existe lugar melhor para se aproveitar, lugares e especialidades é o que não faltam. A minha recomendação aqui é um “feet massage” totalmente relaxante (a massagem de 1hora inicia nas costas, passa pelo couro cabeludo, pelas mãos e termina com meia hora destinado só as pernas e pés) ou até mesmo um “fish massage” (sim, aqueles peixinhos que ficam em um tanque e “comem” as células mortas do seu pé).

Fish Massage

É estranho no começo, mas a massagem funciona de verdade e ajuda muito a relaxar; só frisamos a importância de procurar um lugar especializado em massagem, por que caso contrário a experiência pode se tornar um tanto quanto estranha e até mesmo nojenta (existem diversas banquinhas na rua oferecendo massagens para turistas, e digamos que água não é assim tão limpa).

Para uma experiência legal, indico uma casa de massagens situada no térreo do Hotel Lebua. (Sorry mas esqueci de pegar o nome, mas não tem erro, é a única casa de messagem no térreo do hotel. Vá preparado: por lá as massagistas não falam inglês e é tudo na base da mímica).

Hotel Lebua (parece familiar?!)

Nada melhor e mais relaxante do que terminar o dia assim e se preparar para a noite de Bangkok.

/

/

• Nosso roteiro pela Tailândia

• Dicas de Hospedagens pelo país

• Circulando por Bangkok

Os lindos templos de Bangkok

• Bangkok além dos templos

Curtindo a noite de Bangkok

A antiga capital da Tailândia: Ayutthaya!

• Como chegar até as ilhas tailandesas

• Como explorar Koh Pha Ngan

O paraíso do Golfo da Tailândia: Koh Nang Yuan

• O aperitivo de Koh Phi Phi: Mosquito & Bamboo Island

Quer falar comigo???

carpediem.blog@hotmail.com

Destinos

Redes Sociais

Twitter Button from twitbuttons.com

O Carpe Diem também faz parte do…

portal
bloglovin

Campanhas!

Mais fotos...