You are currently browsing the tag archive for the ‘hotel’ tag.

Sempre achei muito difícil de achar hospedagem boa em Buenos Aires, não sei por que. As vezes que fui não tive sorte e conheço muitas pessoas que tem o mesmo fim que eu.

Acho a Recoleta um bairro ótimo para se hospedar, acho um bairro com opções de lojas, bares, restaurantes, porém ainda acho muito longe de tudo quando se vai passear. Por lá as boas opções de hotéis não faltam, porém os preços costumam ser um pouco mais salgadinhos, já que o bairro é um dos mais nobres da cidade.

Ainda acho que um dos melhores bairros para se hospedar (minha opinião! Não me crucifiquem por favor) é o centro. Acho mais perto de tudo e muito mais central, apesar de taxi ser barato na Argentina, ninguém quer perder muito tempo em um taxi nas férias, não é mesmo?

De um lado a Av. 9 de Julho, do outro o Obelisco

Dessa última vez que estive a trabalho em Buenos Aires, pedi para o pessoal de lá reservar um hotel para mim, e não é que deu certo?! Fiquei num hotel super moderninho bem na frente do Obelisco, seu nome? NH Tango !!

O hotel fica em uma entradinha quase imperceptível, na frente do Obelisco, ao lado do Teatro Colon, em plena 9 de Julho… quer localização melhor?

Vista a noite da janela do meu quarto (não dava nem vontade fechar a cortina)

Paguei o equivalente a USD 120,00 por um quarto duplo, com janela de frente para o Obelisco (solicite se possível você não irá se arrepender), com wifi free, café da manhã delicioso incluso.


O serviço também é impecável, a decoração um charme, o hotel cheirava todo a essência de baunilha, o quarto super bem decorado com TV de LCD, bancada para computador, closet e os amenities cheirosissímos.. um show!!

Trouxe vários sabonetinhos desses na mala… 

Realmente vale a pena conferir.

Detalhes do quarto

O que mais gostei das Ilhas Fiji é que lá tudo é democrático, tem opções para todos os bolsos. Fiquei realmente impressionada com a quantidade de mochileiros que estavam por lá, nunca tinha imaginado.

Para curtir o clima de Fiji há diversas opções:

É possível ficar em Nadi mesmo e então fazer passeios diários para as ilhas

Minha Opinião: Não acho essa a melhor maneira que se aproveitar Fiji. As ilhas mais bonitas estão geralmente mais longes da ilha principal e o transporte até lá é muito cansativo, ou até mesmo impossível de se fazer em um simples bate e volta

Ficar em Nadi mesmo

Minha Opinião: Apenas dormi duas noites em Nadi não curti nada mais do que o porto super renovado de Denerau que é a parte mais bonita e moderna da cidade, é lá onde estão os melhores restaurantes da cidade inclusive o Hard Rock Café. Mas posso te dizer com muita certeza de que Nadi também não traduz o que Fiji tem de melhor, as praias não são bonitas (suas águas são escuras), a estrutura na maioria dos lugares não existe, as ruas são feias, sujas e a população é realmente muito pobre. Se for fazer isso procure um hotel em Denerau que um parte da cidade (parece um condomínio fechado) mais bonita, com casas de milionários, uma estrutura de bares, restaurantes e lojas razoável e o transporte é facilitado por uma jardineira (onde se paga pelo dia e você consegue se locomover por toda a região de Denerau). Além disso todos os passeios e transportes para as ilhas saem dali. Nos outros lugares da cidade é melhor você se locomover através de taxi (que não são baratos).

Island Hopping: Ou seja escolher algumas ilhas e ficar cerca de 2 ou 3 dias em cada ilha.

Minha Opinião: Acho que essa é a melhor forma de conhecer as ilhas. Uma ilha é totalmente diferente da outra e com atrações completamente diferentes. Os dois principais grupos de ilhas são Mamanucas (mais perto de Nadi) e Yasawas (bem mais longe mas muito mais exóticas e bonitas) e é possível ir a quase todas pelo Yasawa Flyer (o barco que serve de transfer). Nós fizemos um mini Island Hopping escolhemos duas ilhas (1 da Mamanuca e outra da Yasawa) e amamos, já estamos programando uma viagem onde faremos um island hopping maior.

Escolher uma ou duas ilhas e aproveitá-las bem.

Minha Opinião: Acho também um jeito ótimo de conhecer e mais do que ficar vidrado em conhecer todas as ilhas (o que é impossível) você tem a oportunidade de relaxar e se ajustar ao tempo dos fijianos. Acho maravilhoso… Foi mais ou menos o que fizemos e não me arrependo. Aproveitamos bem cada ilha e amamos a viagem.

Conhecer o interior de Viti Levu, a ilha principal e maior

Minha Opinião: Acho super válido se você tem outro interesse que não seja praia. Se o motivo da sua viagem é conhecer a fundo a história e cultura das Ilhas Fiji, acho que essa é a sua viagem. Mas se você é como eu que ama uma praia paradisíaca e quer mesmo é curtir o sol, o mar maravilhoso tomando uma Fiji Bitter (cerveja tradicional e mais popular das ilhas) com certeza essa não é a melhor escolha.

Em todas as opções hóteis é que não vai faltar e com certeza mesmo nas ilhas (onde os hotéis são mais caros você vai achar um que caiba no seu bolso. Como disse acima Fiji é democrática e acessível para quase todos os bolsos.


Tenho duas coisas a confessar:

1) Jericoacoara é mesmo o paraíso e ter escolhido como destino para um carnaval calmo foi perfeito.

2) O Hotel Vila Kalango foi uma das surpresas e com certeza ajudou e muito para  o sucesso da viagem.


Na verdade sempre falei que quando fosse para Jeri seria para me hospedar lá e digo que vale e muito. A rede é na verdade de dois hoteis: Vila Kalango e Rancho do Peixe. A primeira fica em Jeri mesmo do ladinho para a duna do por-do-sol e com um visual incrivel bem pertinho do “agito” da cidade (se é que se pode dizer que Jeri tem agito, mas pelo menos dos restaurantes e lojinhas fica) e a segunda fica mais longe e na praia ao lado a Jeri, chamada Praia do Preá. 

A praia do Preá não é tão longe mas a Vila Kalango é muito mais perto de tudo, e a qualquer hora se pode ir a qualquer lugar. E apesar de ser mais agitada não tem a beleza que Jeri tem.


O quarto do hotel é demaissssss… chegamos e sua cama com mosqueteiro e uma cocadinha em cima já te faz sentir em casa. O banheiro é outra atração; o banheiro sem paredes, as toalhas em cima de troncos de árvore, seus cabides rústicos e sua pia em forma de panelão fazem a falta de uma TV nem ser notada. Um aconchego total. Isso que ficamos no quarto mais simples. Além disso as luzes são todas mais escuras para embalar um clima de romance, velas e incensos são trocados toda a noite. E o kit do banheiro é um charme, com produtinhos do spa do hotel (que oferece massagens em uma tendinha no jardim do hotel, cobrados a parte é lógico).


Nos apartamentos confort (aqueles que ficam na parte cima) cabem até 4 pessoas muito confortavelmente, pois o quarto é imenso, o chuveiro fica a céu aberto com direito a uma árvore bem no meio. As palafitas apesarem de não possuir ar condicionado tem um visual que compensa tudo.

O resto do hotel fica todo pé no chão na areia mesmo, o restaurante é divinoooo com uma comida, cafezinho e café da manhão maravilhoso com direito a tapioca, omelete, waffle e tudo o que se tem direito. Ahhh com direito a uma vista incrível do mar e das dunas.


O atendimento é algo fora do série, desde o pessoal da recepção até dos restaurantes e jardineiros te dão bom dia e são super atenciosos. Ahhh e você pode marcar lá mesmo os passeios de buggy ou com guias.

A área da piscina era uma das minhas favoritas. A piscina sempre com água quentinha, não é azul não e sim vermelha que segundo o dono é para não competir com o azul do mar e assim se misturar com as cores do por do sol maravilhoso que se dá bem na frente dela.

Sabe aquele ditado que se diz que em Jeri tem que subir na duna principal e assistir o por do sol??? Para quem se hospeda na Vila Kalango não é na duna que se assiste o por do sol não… e sim na piscina.

Uma das melhores coisas era chegar no fim do dia, cansada de tanto passear e ver lugares, dunas, lagoas e vistas lindas em Jeri e voltar para tomar aquele banho de piscina com novos amigos que fizemos lá mesmo e ficar lá até de noite, assistindo o por do sol de lá mesmo.

INCRÍVEL!!!

P.S.: Quem não aguentar ficar sem TV, tem uma sala de TV com TV a cabo e que raramente está cheio já que não faz falta mesmo e além disso tem internet wireless free.

Quer falar comigo???

carpediem.blog@hotmail.com

Destinos

Redes Sociais

Twitter Button from twitbuttons.com

O Carpe Diem também faz parte do…

portal
bloglovin

Campanhas!

Mais fotos...