You are currently browsing the category archive for the ‘Kyoto’ category.

Antes de ler esse post, leia a parte III

Fushimi – Inari Taisha: Esse templo é bem mais longe que os demais. E chega até a ser contra-mão. De ônibus existe apenas 1 linha que chega perto e com pouca frequência cerca de 30 minutos de intervalo entre um e outro, portanto muitas vezes a melhor forma de se chegar até lá é de metro, a boa notícia é que JR line ou seja quem tem o passe não paga  o ticket.

O incrível desse templo são as centenas de toriis (arcos de entrada vermelhos que existem nos lugares religiosos e de importância em todo o Japão) que estão alinhados colina acima. A grande maioria dos toriis foram doados por empresários e com escritas de suas preces em homenagem a deusa do arroz, Inari.

Torii que existe na entrada de todos os templos

Fileira de torii com as inscrições de preces

Templo Kiyomizu-dera: Esse templo tem a vista mais linda da cidade de Kyoto. O templo situa-se no topo de uma colina… Para chegar até lá em cima??? Subindo uma ladeira… mas apesar de alto, sabe que não achei tão cansativo assim?? A estrada que chega até lá é cheia de lojinhas, vá passeando com calma, vendo as lojinhas típicas, os doces feito de chá verde, souvenirs de todas as espécies e ao chega lá em cima aprecie a vista sem pressa , vá até a varanda do templo de contemple a vista, depois vá descendo e batendo quantas fotos quiser. O por do sol de lá é incrível, mas nao fique até muito tarde o trajeto de descida não tem muita iluminação não.

Kiyomizu-dera Temple e sua varanda

Vista do Templo ao escurecer e a Torre de Kyoto

Ginkaku-ji Temple: ou Pavilhão de Prata. Confesso que se você for visitar o Templo Dourado, ou Kinkaku-ji acho que esse templo fica totalmente dispensado. Chegamos lá esperando um acabamento prateado como o nome e nos descepcionamos. Para variar nesse templo o que compensa são os lindos jardins e a bela vista da cidade.

Vista de cima dos jardins, da cidade e do Ginkaku-ji

Palácio Imperial: Como deu para perceber até agora, Kyoto apesar de ser uma cidade grande e pulsante, é uma cidade cheia de parques, árvores que no outono enchem de folhas vermelhinhas, vermelhinhas… Muito lindo!!! E o palácio imperial fica exatamente dentro de um palácio lindo, cheio de árvores altas, lagos, pontes… Lindo!!!

Normalmente a entrada deve ser marcada e é necessário levar passaporte. Entretanto nós tivemos uma sorte incrível… durante aquela semana (e detalhe…o dia que fomos era o ULTIMO) estava sendo comemorada a posse do imperador atual… portanto a entrada estava liberada (não necessitando de reserva) e para todos os jardins e cômodos, além disso estava expostos vários objetos que são usados nos entronamentos e nas cerimônias mais reais. Bem legal pois podemos aprender um pouco da cultura japonesa e da figura do imperador. Foi bem legal e extremamente importante para entendermos um pouco mais do Japão!!!!

O prédio principal onde se assume o trono real

O jardim mais lindo do Palácio Imperial

Santuário Yasaka e Parque Maruyama: Esse santuário fica no final da rua mais badalada de Gion e tem um portão lindo todo vermelho… o templo é super colorido e muito importante para as pessoas de Kyoto pois é ali que a maioria comemora o Ano Novo orando por saúde e prosperidade. Continuando pelo santuário fica o Parque Maruyama, uma parque lindo e bom para ficar sentada descansando e admirando as dezenas de japonesas que ficam andando de quimonos. Durante a primavera dizem que as pessoas vão admirar a floração das cerejeiras.

Santuário Yasaka no final da rua Shijo-dori em Gion

Santuário Yasaka

Parque Maruyama e as lindas cores do outono

Enfim assim termina as séries de pontos turísticos de Kyoto… uma cidade linda, inspiradora, moderna e ao mesmo tempo centro de cultura e com prédios antigos cheio de história. Parques lindos com árvores que no outono tem as folhas vermelhinhas e que na primavera aprecia de perto a floração da cerejeira. Uma cidade inspiradora e inesquecível, que com certeza deixou em nossas memórias experiências e imagens que talvez nunca mais veremos iguais.


Anúncios

Continuação do post anterior…

Gion: um dos bairros mais tradicionais de Kyoto, sua rua cheia de lojas é um convite ao consumo. Além disso, vale a pena reservar para visitá-lo na hora do almoço, pois existem várias opções de restaurante, desde chinês a italiano. Dizem que nesse bairro a noite, é onde se encontra várias gueixas, infelizmente não tive essa sorte. Vai ficar para a próxima….

Bairro Gion

 

Pontocho: é uma ruazinha minúscula… mas virou muito turística, bem tradicional com sua lanternas japonesas, diz ser reduto de gueixas, assim como Gion, mas também não vi. Essa ruazinha diferente de Gion não tem muitas lojas, mas tem diversos restaurantes…. e prepara-se para gastar, pois lá os pratos são caríssimos, mas os restaurantes são um charme a parte. E a comida é divina. Ainda tem a possibilidade de jantar em salas privativas e até de contratar gueixas para entreter seu jantar….

Pontocho e suas lanternas

Toji Temple: O ultimo templo que visitamos foi o Toji.. Os guias diziam que esse templo não tinha muita beleza, mas que sua importância histórica era extremamente importante. Esse templo é um dos mais antigos da cidade sendo construído em 794 d.C. pelo império com o intuito de aumentar a proteção da cidade. O pagoda de cinco andares é o mais alto de todo o Japão. Confesso que fui sem muita expectativa porém quando chegamos lá o visual foi inacreditável. O local onde esse templo se localiza não é muito convidativo, parece até meio estranho ter um templo ali mas aconselho a visita. O clima todo de outono acredito que ajudou muito… Apesar de os prédios onde ficam as estátuas serem bem antigos, empoeirados e bem velhos, a beleza dos jardins com o pagoda de fundo é incrível.

Entrada do Toji Temple e o pagoda mais alto do Japão

 

Sanjusangen-do Temple:  Esse templo é fascinante e um dos imperdíveis em Kyoto… Sua fachada não é a mais bonita, seus prédios não são os mais bonitos, mais ao você entrar e ver as 1001 estátuas de Kannon, a linda Deusa da Misericórdia. São 1.000 estátuas de tamanhos exatos, com seus vários braços e no centro existe uma estátua imensa… Simplesmente impressionante. Pena que não dá para tirar fotos lá dentro.

Entrada do fascinante templo

Castelo de Nijo: O castelo é um dos mais importantes do Japão e foi construído pelo xogum Tokugawa. Seu interior possuem paredes ornadas pelos melhores pintores da escola Kano, uma das principais da época. Além disso uma das maiores atrações é o famoso Piso Rouxinol, o intuito dele era avisar sobre possíveis intrusores sem alertá-los. Isso ocorria pelo rangido do parafusos do piso que fazem um barulho do canto do rouxinol mesmo….. O impressionante é que até hoje ao pisar você ainda escuta o barulho.  Através de bonecos também é possível explorar um pouco do cotidiano da época, e a forma como faziam reuniões sobre batalhas e etc. (p.s.: também é proibido tirar fotos no interior)

Detalhe do portão de entrada do castelo

 

Aguarde pela parte III

Segue a parte III


Kyoto é uma daquelas cidades que não tem como não se apaixonar. Tudo é inspirador!!! O clima de uma cidade não tem como ficar mais zen.

A cidade é imperdível e retrata bem o velho Japão, sendo uma de suas cidades mais antigas.

Kyoto tem tantos templos, que para conhecer todos seria necessários semanas e mais semanas para conhecer todos. Afinal são mais de 1600 templos budistas e 400 xintoistas; são 17 UNESCO World Heritage sites.

Diferente das outras cidades, aqui é possível encontrar diversos parques, lagos e muita natureza, mas nada sem perder seu charme, muito pelo contrário essa diferença com as outras cidades é que a torna inesquecível. Lá encontramos os templos mais bonitos que vimos em todo o Japão (na verdade já estávamos meio decepcionados com os templos do país, mas Kyoto foi uma surpreendente e agradável surpresa).

Kyoto já foi a capital do Japão, já abrigou a família imperial (794 – 1868) e hoje é uma das cidades culturalmente mais rica do mundo. 

No primeiro dia, fizemos a maior parte do trajeto a pé, queríamos explorar a cidade e foi incrível, pois entravámos em ruazinhas pequeninas com aquelas casinhas antigas e lanternas penduradas ao lado de fora, pessoas de quimonos passeando pelas ruas. Mas a melhor forma de se virar lá é o bom e velho ônibus. Infelizmente o JR Pass não inclui os ônibus, mas se você for andar o dia todo de ônibus (pelo menos umas 3 vezes, ahhh e quase todo templo tem um ponto perto) vale a pena comprar o passe diário que pode ser comprado em vários hoteis e na estação central de Kyoto.

A seguir vou relatar os pontos que fizemos, não necessariamente na mesma ordem que fizemos:

Nishi Honhan-ji: Um complexo enorme de prédios, abriga tesouros nacionais, funciona como escola de budismo e controla cerca de 10.000 templos.

Portões do Templo

Altar de um dos prédios.

Estação de Kyoto: A estação de Kyoto é enorme, tem vários restaurantes, lojinhas, cafés e até mesmo um terraço que se tem uma vista privilegiada da cidade. Passamos um tempinho lá e adoramos.

Rodizio de sushi delicioso na estação de Kyoto 

Kyoto Tower: Em frente com a estação fica a Kyoto Tower e tem um vista 360 graus da cidade. Para variar subimos na hora do por do sol e foi o máximo. O sol se põe atrás de montanhas e a cidade bemmm lentamente vai escurecendo e ascendendo suas luzes… Renderam ótimas fotos.

A noite

             Assistindo o por do sol da torre

Kinkaku-ji: ou o pavilhão dourado. Esse templo é simplesmente M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O. A gente fica impressionado com a beleza daquele prédio. Um prédio de três andares folheado a ouro (!!!) e cercado por um jardim magnifico que estava cercado de árvores com as suas folhas vermelhinhas… Nossa foi difícil sair desse templo de tão lindo e maravilhoso que ele é. Na verdade deveríamos ter ido por último por que depois dele nada tem muita graça. 

O espetacular Templo Dourado

Jardim do Templo com as folhas características do outono japonês


Quer falar comigo???

carpediem.blog@hotmail.com

Destinos

Redes Sociais

Twitter Button from twitbuttons.com

O Carpe Diem também faz parte do…

portal
bloglovin

Campanhas!

Mais fotos...